Pontos Históricos e Culturais em Curitiba

Neste pôster vamos colocar um “Mix” de dicas de alguns pontos  culturais em Curitiba que valem a pena dar uma passadinha pra conhecer.

TEATRO GUAÍRA

http://www.escoladedancateatroguaira.pr.gov.br/modules/video/showVideo.php?video=13358

teatro guaira

TEATRO LALA SCHNEIDER

http://www.teatrolala.com.br/?menu=sobre

Teatro Lala schinaider

CATEDRAL DE CURITIBA

Catedral

A Catedral Basílica Menor de Nossa Senhora da Luz de Curitiba fica na Praça Tiradentes. É um dos mais importantes patrimônios culturais da Cidade. Construída de 1876 a 1893, em estilo neogótico, segundo o projeto do arquiteto francês Alphone de Plas. Ocupa o mesmo local da antiga matriz do século 17, bem como o da sua sucessora, construída em 1720.

Até 1892, a paróquia de Curitiba estava subordinada à Sé Primacial da Bahia. A antiga Igreja Matriz foi elevada à categoria de Catedral, em 27 de abril de 1892, com a criação da Diocese de Curitiba, pela bulaAd universas orbis ecclesias, do papa Leão XIII. A Diocese foi instituída em 30 de setembro de 1894, com a posse do primeiro bispo dom José de Camargo Barros. Em 10 de maio de 1926, foi elevada à categoria de Arquidiocese.

Como suas antecessoras, a Catedral é dedicada e abriga a imagem de Nossa Senhora da Luz dos Pinhais, Padroeira de Curitiba. É Catedral Basílica Menor desde 8 de setembro de 1993, quando completou 100 anos.

IGREJA DO ROSÁRIO DOS PRETOS

Igreja do Rosário

A atual Igreja de Nossa Senhora do Rosário dos Pretos de São Benedito é uma construção de 1946, em estilo barroco. Construída no mesmo local da antiga igreja, demolida em 1931.

A primeira igreja do Rosário foi construída por escravos e para os escravos, inaugurada em 1737, em estilo colonial. Era a terceira igreja de Curitiba, depois da Matriz e da Igreja da Ordem. O nome original era Igreja de Nossa Senhora dos Pretos de São Benedito. Com a abolição da escravatura, a igreja perdeu sua razão original de ser. Serviu de matriz de 1875 a 1893, durante a construção da Catedral, na Praça Tiradentes.

Mais informações sobre cultura negra em Curitiba e o antigo templo►

Em 1951, foi confiada aos jesuítas. Na década de 1970, passou também a ser chamada de Santuário das Almas, onde se realiza com frequência missas de corpo presente.

A fachada atual ainda tem azulejos da igreja original. Seu interior abriga azulejos portugueses, com os Passos da Paixão, e o túmulo do Monsenhor Celso, antigo pároco de Curitiba, falecido em 1931.

Fica na Praça Garibaldi, Centro Histórico.

O PAÇO DA LIBERDADE

Paço da Liberdade

O antigo prédio do Paço Municipal foi restaurado e reinaugurado como Paço da Liberdade, em março de 2009.

Construído de 1914 a 1916 no antigo Largo do Mercado, segundo o projeto do engenheiro e prefeito Cândido de Abreu. O prédio do Paço Municipal foi sede da Prefeitura de Curitiba até 1969 e sede do Museu Paranaense, de 1973 a 2002.

O edifício histórico de arquitetura eclética, com elemento sart-nouveau, foi tombado pelo Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional – IPHAN, em 1941. A restauração manteve todas as características externas do prédio.

O atual Paço da Liberdade é um centro cultural multifuncional administrado pelo SESC Paraná, que obteve a concessão da prefeitura municipal por 25 anos. As atividades culturais incluem cursos, exposições e palestras.

São quatro andares. O térreo possui sala para acesso livre a internetbiblioteca e o Café do Paço. O segundo andar tem sala de aula, o Cine Pensamento e o Laboratório de Artes Eletrônicas. O terceiro pavimento abriga ambientes para conferências, apresentações artísticas e gravações de bandas independentes. O último andar abriga o Espaço das Artes e o Estúdio Pedagógico.

A entrada principal fica na praça Generoso Marques. A entrada do Café do Paço é feita pela praça José Borges de Macedo, no Centro.

http://www.sescpr.com.br/unidades/sesc-paco-da-liberdade/

MUSEU DO EXPEDICIONÁRIO

Museu do Expedicionário

O Museu do Expedicionário, criado em 1946, ilustra a participação do Brasil na Segunda Guerra Mundial e, em especial, a participação dos soldados paranaenses.

Possui farto material histórico, incluindo muitas ilustrações, mapas, livros e documentos da época. Estão expostos vários materiais bélicos e armamentos utilizados na guerra pela Força Expedicionária Brasileira, pela Força Aérea Brasileira e pela Marinha de Guerra do Brasil.

O Museu do Expedicionário é  mantido pela Legião Paranaense do Expedicionário, órgão dos ex-combatentes  que serviram na Força Expedicionária Brasileira, durante a Segunda Grande Guerra.

Na Praça do Expedicionário, local onde fica o museu, estão expostos um tanque de guerra, um avião Thunderbolt e outros equipamentos de guerra utilizados no conflito mundial.

Fica na praça do Expedicionário, Alto da XV.

Universidade Federal do Paraná

UFPR

A UFPR foi criada em 04 dezembro de 1950, pela Lei nº 1.254, em um processo de federalização da antiga Universidade do Paraná, iniciado pelo baiano Clemente Mariani, o Ministro da Educação, na época.

A Universidade do Paraná era uma instituição estadual, fundada em 01 de abril de 1946. Foi a segunda instituição com o nome de universidade criada no Estado. Herdou as unidades da primeira Universidade do Paraná, uma instituição particular, fundada em dezembro de 1912, que começou a funcionar em março de 1913 e extinta antes de 1918, por não atender a requisitos legais da época. Suas unidades foram novamente reunidas quando da fundação da Universidade do Paraná, em 1946.

Localizada na Praça Santos Andrade.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s